Arco Íris
Tendência

Viram o que a Donatella Versace disse das políticas homofóbicas do governo italiano?

A chiquérrima irmã do fundador da marca mais gay de moda botou a boca no trombone...

Donatella Versace, ícone da moda italiana, criticou duramente as medidas do governo de extrema direita da Itália para restringir os direitos de casais do mesmo sexo, atacando as políticas anti-LGBTQ+ em um discurso no CNMI Sustainable Fashion Awards durante a Semana de Moda de Milão.

O novo governo italiano, sob o comando da primeira-ministra Giorgia Meloni, que assumiu o poder no ano passado, implementou várias novas leis, incluindo políticas que ordenam que os municípios interrompam o registro da maioria das crianças com pais do mesmo sexo e estendam a proibição nacional de barriga de aluguel para casais do mesmo sexo, tornando ilegal a prática no exterior, com penas de prisão de até dois anos e multa de até 1 milhão de euros (mais de R$ 5 milhões).

image Viram o que a Donatella Versace disse das políticas homofóbicas do governo italiano?
Foto:Reprodução/Twitter

“Nosso governo está tentando tirar o direito das pessoas de viver como desejam, está restringindo nossas liberdades”, disse Donatella em seu discurso na noite de domingo. “A liberdade de andar na rua com a cabeça erguida e sem medo, independentemente da identidade. A liberdade de construir uma família e viver como quisermos. A liberdade de amar quem quisermos. Todos nós temos que lutar pela liberdade. Em uma época em que as pessoas transgênero ainda sofrem uma violência terrível, em uma época em que os filhos de casais do mesmo sexo não são considerados seus filhos, em uma época em que as vozes das minorias estão sendo atacadas por novas leis. Neste momento, ainda temos muito a fazer”.

O público presente no CNMI Sustainable Fashion Awards, o “Oscar verde da moda”, no Teatro alla Scala, em Milão, aplaudiu Versace de pé. Donatella estava recebendo o Prêmio Humanitário por Equidade e Inclusão e foi acompanhada no palco pelo político italiano de esquerda e ativista LGBTQ+ Alessandro Zan. Falando para Zan, Versace disse: “Sua voz é fundamental em nosso mundo, e estou aqui para apoiar tudo pelo que você luta”.

Ao receber o prêmio das mãos do astro pop italiano Marco Mengoni, que a chamou de “ícone gay”, Versace falou sobre quando seu irmão Gianni se assumiu gay para ela, quando tinha 11 anos de idade.

“Para mim, isso não mudou nada. Eu o amava e não me importava quem ele amava. O amor e o incentivo dele fizeram de mim quem eu sou”, disse a estilista, com seu discurso interrompido várias vezes por aplausos estrondosos da plateia. “Marco disse que eu sou um ícone queer  e eu tenho muito orgulho disso. Luto pela liberdade, equidade e inclusão todos os dias. Construí minha família escolhida com amor incondicional. Meus amigos e minha equipe não são definidos por raça, religião, idade, gênero ou orientação sexual, mas por criatividade, abertura, alegria e bondade – valores que importam. Se todos nós fôssemos mais acolhedores e compreensivos uns com os outros, que mundo extraordinário seria.”

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Ronald Paiva

Olá, sou o Ronald Paiva, redator do S4, um canceriano sempre ligado a tudo que está acontecendo e vou trazer pra vocês notícias do Brasil e mundo.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!