Política

Sem citar Milei, Lula diz “não ter que gostar” do presidente argentino

Político de direita, Javier Milei foi eleito no domingo (19/11), ao derrotar o candidato do governo Fernández, Sergio Massa

Dois dias após a vitória de Javier Milei na Argentina, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (21/11), que “não tem que gostar do presidente” argentino nem dos governantes dos demais países sul-americanos. Segundo o petista, as relações devem priorizar políticas de Estado, em busca de um acordo em defesa de interesses comuns.

“Nós vamos ter problemas políticos e, em vez de reclamar dos problemas políticos, nós temos que ser inteligentes e tentar resolvê-los. Eu não tenho que gostar do presidente do Chile, da Argentina, da Venezuela. Ele não tem que ser meu amigo, ele tem que ser presidente do país dele”, ressaltou o petista.

A declaração de Lula ocorreu durante pronunciamento do presidente na cerimônia de formatura dos futuros diplomatas do Instituto Rio Branco, no Palácio Itamaraty. No discurso, o titular do Planalto enfatizou a importância de uma cooperação regional fortalecida e de relações próximas ao continente africano.

“Temos que sentar na mesa, cada um defendendo seus interesses. Não pode ter supremacia um sobre o outro. A gente tem que chegar a um acordo, essa é a arte da democracia”, prosseguiu.

Eleito no último domingo (19/11), Milei representa um contraponto ao atual governo da Argentina, que enfrenta um fracasso econômico. Dono de opiniões polêmicas, o candidato visto como “anarcocapitalista” obteve a vitória contra o ministro da Economia, Sergio Massa, prometendo dolarizar a economia, fechar o Banco Central Argentino e deixar o Mercosul.

Relações entre governos

Horas após o resultado das urnas na Argentina, Lula também não citou o nome de Milei ao parabenizar as “instituições argentinas pela condução do processo eleitoral e ao povo argentino que participou da jornada eleitoral de forma ordeira e pacífica”. O petista ainda desejou “êxito ao novo governo”

image 1 16 Sem citar Milei, Lula diz “não ter que gostar” do presidente argentino
Javiel Milei: Créditos: Tomas Cuesta/Getty Images

O presidente eleito no país vizinho havia taxado o colega brasileiro de “comunista e corrupto” e indicou que recusaria se encontrar com Lula. Milei é admirador do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), de quem recebeu apoio na campanha. Bolsonaro é esperado na posse do argentino. Lula, por outro lado, deve enviar representante.

Fonte: Metrópoles

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Izamara

Olá muito prazer! Sou Izamara, uma pessoa apaixonada por esse ramo chamado entretenimento. Minha trajetória é marcada por diversas atuações, como Redatora e Jornalista em diversos sites. Então se você quiser ficar por dentro de tudo que envolve a cultura pop e bastidores da fama, está no lugar certo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!