Saúde

Quem tem artrose pode fazer academia? Especialista alerta

Dr. David Gusmão esclarece quais exercícios são recomendados para quem sofre com artrose

A artrose é uma condição degenerativa das articulações que afeta 80% da população mundial com mais de 65 anos, segundo a Organização Mundial da Saúde. Já no Brasil, 15 milhões de pessoas sofrem com a doença, de acordo com números do Ministério da Saúde.

Caracterizada pela deterioração da cartilagem que cobre as extremidades dos ossos nas articulações, a artrose pode causar dor, rigidez e dificuldade de movimento. Por isso, é comum que muitos acreditem que atividades físicas intensas, como aquelas praticadas na academia, possam piorar os sintomas. No entanto, o ortopedista e especialista em quadril, David Gusmão, alerta que quando feitos corretamente, os exercícios podem ser na verdade aliados poderosos no combate à artrose.

David explica que contrariando a crença popular, exercícios de fortalecimento muscular, resistência e funcionalidade não são apenas permitidos, mas recomendados para quem convive com essa condição. “A prática regular de exercícios pode ajudar a reduzir a dor, melhorar a função articular e retardar a progressão da artrose”, afirma Gusmão.

O segredo está no planejamento e na adaptação dos treinos. “Aqueles que desejam iniciar uma rotina de exercícios na academia devem fazê-lo com a orientação de profissionais qualificados, como ortopedistas e fisioterapeutas. É fundamental individualizar o treino de acordo com o tipo e grau da artrose de cada pessoa”, destaca o especialista em quadril.

Dr. David Gusmão compartilha algumas dicas para quem tem artrose e deseja frequentar a academia:

1. Consultar um especialista antes de iniciar qualquer programa de exercícios, para garantir que seja seguro para sua condição específica.

2. Se a artrose for mais grave, optar por exercícios de baixo impacto, como natação, ciclismo e caminhada, que colocam menos pressão sobre as articulações. 

3. Focar em exercícios de fortalecimento muscular para ajudar a proteger as articulações afetadas pela artrose.

4. Realizar um aquecimento adequado antes do treino e alongamento após, para reduzir o risco de lesões.

5. Não hesitar em comunicar qualquer desconforto ou dor durante os exercícios aos profissionais responsáveis pelo acompanhamento.

Para aqueles que sofrem com a artrose, a ideia de frequentar uma academia pode parecer assustadora. No entanto, com a orientação certa e uma abordagem personalizada, a academia pode se tornar uma aliada poderosa no gerenciamento da condição e na melhoria da qualidade de vida.

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!