Opinião: Brasileiros estão desorientados com falta de propostas

Dilma Roussef e Aécio Neves, candidatos a presidência da República

Em ano de eleição, todo político vira bom moço, nem todo bom moço vira político, mas mesmo tendo conhecimento deste e de outros fatos nós brasileiros ainda acreditamos em um país melhor, a duvida que nos toma é saber melhor como.

Não que se possa considerar hoje o Brasil um país de ponta, mas por outro lado não se pode também descartar o que foi feito de bom pelo atual governo em toda sua gestão.

Todavia exatamente na hora em que o Brasil carece de conhecer as estratégias de cada campanha para fazer um país melhor, os partidos e candidatos resolvem lavar a roupa suja, desperdiçando seu tempo de Tv com uma baixaria digna dos tele-barracos outrora exibidos pela imprensa televisiva deste mesmo país.

Ha de se considerar duas vertentes, a primeira ou faz-se por medo do oponente ter melhores propostas que venham agradar o brasileiro, ou ainda a segunda vertente nos leva a crer que faz-se de proposito, na tentativa de  “emburrecer” e confundir a população.

Qualquer dos dois partidos que venham falar de corrupção deveriam antes olhar seus pontos fracos, afinal se por um lado o PSDB é o pai da corrupção no Brasil, por outro lado o PT aprendeu bem a lição.

Se por um lado a presidente Dilma Roussef não sabe explicar os escândalos que vem surgindo em seu governo, por outro lado Aécio Neves não faz questão nenhuma de explicar os aeroportos irregulares construídos em suas terras com dinheiro público, bem como alguns vários processos que enfrenta em Minas Gerais, seu antigo reduto eleitoral, já que foi derrotado pela candidata petista no Estado.

Embora seja difícil, afinal as propostas concretamente não surgem, vai caber ao brasileiro, pegar o pouco que há de informação para escolher quem supostamente possa ser o melhor presidente para nossa república.

Independentemente de alianças para o segundo turno, seja para la ou para cá, o brasileiro precisa votar pensando em si, mas sem olhar para seu próprio umbigo, ao contrario disso, deve pensar em si de maneira social e coletiva, pois somente quando nós que somos o povo e responsável por eleger nossos candidatos aprendermos o funcionamento de uma democracia e o papel da sociedade nela, conseguiremos um país que realmente poderá trilhar os caminhos que tanto almejamos.

Tiago Tadeu

Redação S4

]]>

0 Comentários

Deixe uma resposta

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

%d blogueiros gostam disto: