Teatro

O Som e a Fúria de Lady Macbeth faz curtíssima temporada na Cia. Dos Atores, na Lapa

Inspirado na famosa personagem de Shakespeare, monólogo criado e interpretado por Cristina Mayrink aborda com humor sarcástico questões atemporais da condição humana em temporada de 24 de novembro a 03 de dezembro

Como seria se Lady Macbeth, personagem icônica criada pelo dramaturgo inglês William Shakespeare, atravessasse os séculos e aportasse antropofagicamente no Brasil contemporâneo? Esse é ponto de partida de “O Som e a Fúria de Lady Macbeth”, comédia que faz curtíssima temporada na sede da Cia. dos Atores, na Lapa, de 24 de novembro a 03 de dezembro, sextas-feiras e sábados, às 20h, e domingos, às 19h.

Com direção de Diogo Camargos, o monólogo aborda com humor sarcástico e debochado questões essenciais da nossa condição humana, como poder, ambição desmedida e maldade. Trata-se do primeiro texto da atriz e produtora Cristina Mayrink, que encarna a vilã tragicômica que atravessa os séculos desde a Idade Média e aportando antropofagicamente no Brasil de hoje, ao som de O Guarani de Carlos Gomes com a batida em ritmo de samba. Ela agrega uma multiplicidade de signos, metáforas e símbolos que se entremeiam como num autêntico quebra-cabeça de infinitas possibilidades. Na sua verborragia e barroquice, escancara suas verdades e dialoga com seus fantasmas, confrontando o público com suas ambiguidades: “O belo é podre e o podre é belo”.  

– A peça mistura a fúria de Zé Celso e Antônio Abujamra com as aspirações anarquistas de Antonin Artaud e pigmentos de Tom Stoppard. A temática é universal e atemporal, ajustando-se particularmente aos dias de hoje, com o ressurgimento das arbitrariedades fascistas, a corrupção e as guerras que estão assolando o mundo – explica Cristina Mayrink.

Reconhecimento de público e crítica

O espetáculo estreou em novembro de 2022 no Festival de Monólogos no Teatro Glaucio Gill, onde fez temporada de um mês elogiada por público e críticos, como Wagner Correa de Araújo, Fúrio Lonza e Gilberto Bartholo, ganhando o Selo de Qualidade O Teatro Me Representa. A segunda temporada aconteceu em janeiro e fevereiro de 2023 no mesmo teatro, participando do Festival de Verão. No mês de julho, chegou ao palco do Teatro Vannucci, no Shopping da Gávea.

Sobre Cristina Mayrink

Atriz formada pela Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) em 1991, integrou a Cia Os Fodidos Privilegiados, criada por Antônio Abujamra, por vinte anos, onde atuou em diversos espetáculos, como “Édipo Unplugged”, “Escravas do Amor” e “Comédia Russa”, dirigidos por João Fonseca. Criou a Mayrink Produções a partir do desejo de produzir e realizar projetos artísticos autorais no teatro e no cinema. Idealizou, roteirizou, produziu e atuou nos espetáculos “Esta Língua será da Alma para a Alma”; “Aberrações, uma cult-comédia”, direção de João Fonseca; “Quem de Mim você quer”, direção de Isabel Cavalcante; “De mim que tanto falam”, direção de Paula Sandroni e João Fonseca (ganhador do Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz de 2007); “A Dama do Mar”, direção de Isabel Cavalcante (vencedor do Fomento 2016) e “Marguerite, mon amour”, direção de Patrícia Niedermeier e Cavi Borges.

Ficha técnica:

Idealização, texto e atuação: Cristina Mayrink

Direção artística: Diogo Camargos

Assistente de direção: Daphne Madeira

Trilha sonora: Diogo Camargos

Figurino: Letícia Birolli

Desenho de luz: Diogo Camargos e Francisco Hashiguchi

Fotos de cena: Nando Machado

Design gráfico: Thiago Ristow

Programador visual: Ycaro Bruno

Assessoria de imprensa: Carlos Pinho

Direção de produção: Cristina Mayrink

Realização: Mayrink Produções

Serviço:

Temporada: de 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023

Dia e horário: sexta-feira e sábado, às 20h, e domingo, às 19h.   

Endereço: Sede Cia. Dos Atores – rua Manoel Carneiro, 12, Escadaria Selarón, Lapa, Rio de Janeiro – RJ

Entrada: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada), vendas na bilheteria do teatro e na plataforma Sympla (https://www.sympla.com.br/evento/o-som-e-a-furia-de-lady-macbeth/2218977)

Duração: 50 minutos

Classificação etária: 12 anos

Gênero: Comédia

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Fernando Azevedo

Sou formado em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário de Votuporanga, SP (UNIFEV), e também sou um entusiasta de jornalismo, escrevendo sobre TV desde meados de 2009, quando comecei o Portal S4. Além disso, nas horas vagas, sou autor com dois livros publicados e diversos e-books disponíveis para venda na Amazon.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!