Mulher de policial é presa após suspeita de envolvimento em assassinato em Botucatu

mulher de policial presa em Botucatu

Segundo as investigações, um dos filhos dela, que já estava preso, teria contratado de dentro da cadeia trio na capital para cometer o crime em Botucatu. Outras cinco pessoas foram presas, segundo a polícia.

A Polícia Civil de Botucatu (SP) prendeu nesta segunda-feira (19) seis pessoas suspeitas de envolvimento no assassinato de um policial militar aposentado José Paulo de Almeida, de 61 anos, que foi encontrado no dia 27 de julho com uma faca cravada no peito.

Segundo a Polícia Civil, entre os suspeitos presos está a mulher dele, Eliana Calixto, que no dia do crime foi localizada pela Polícia Militar de pijamas em um posto de combustíveis, em Bauru. Na ocasião, ela disse que tinha sido roubada e sequestrada.

Além de Eliana, foi preso pela manhã em Botucatu o ex-marido dela e, em Guarulhos, outros três suspeitos, sendo um homem e duas mulheres, que seriam os executores do crime. Um deles é ex-policial militar.

No fim da tarde, a Polícia Civil anunciou a prisão e mais um suspeito de participação no crime. O homem, de 31 anos, é filho da ex-mulher do policial aposentado e foi encontrado no bairro Vila dos Lavradores, em Botucatu. Todos tiveram a prisão temporária decretada.

De acordo com as investigações, a motivação do crime teria sido o dinheiro de um seguro de vida que ex-policial possuía e a pensão que ela receberia como viúva. Além disso, segundo a polícia, a mulher também queria reatar o relacionamento com o ex-marido

Ainda segundo a Polícia Civil, o sétimo suspeito de participação no crime também é filho da mulher do policial. Ele, que estava preso por outros crimes na Penitenciária de Pirajuí, seria o responsável por contratar, de dentro da cadeia, o trio da capital para matar a vítima.

Os três suspeitos presos na Grande São Paulo foram levados para Botucatu e chegaram no início da tarde desta segunda-feira.

O crime

Segundo informações da Polícia Civil, José Paulo de Almeida foi encontrado em seu quarto. Ele estava amarrado e tinha uma faca cravada no peito e com as siglas de uma facção criminosa escritas com batom nas costas.

De acordo com a polícia, como não havia sinais de luta corporal, a suspeita inicial era de que o homem pudesse ter sido dopado.

Os policiais chegaram ao local do crime depois que o automóvel da vítima foi incendiado. A consulta pela placa do veículo levou a polícia à residência do aposentado, que já estava morto. Da casa, foram levados dois televisores e uma arma.

Depois de ser achada em Bauru, a ex-mulher disse á polícia que três homens mascarados invadiram a casa e a levaram. Em seu depoimento, ela afirmou que não ouviu gritos do marido e que foi levada para Bauru em outro veículo antes de ser abandonada.

A Polícia Civil encontrou e apreendeu o carro da mulher abandonado no Jardim Monte Mor, em Botucatu, e o carro incendiado da vítima.

0 Comentários

Deixe uma resposta

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

%d blogueiros gostam disto: