Cultura

Inscrições para redes públicas de ensino interessadas em promover educação cidadã em 2024 vão até 30 de novembro

ONG apoia escolas a atuar de acordo com Lei 10.639, que estabelece obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira

A ONG Viven – Cidadãos para um Amanhã Melhor – recebe até o dia 30 de novembro as inscrições das escolas das redes públicas que queiram contar com seu programa de formação em Educação Cidadã. Podem ser apoiadas pela Viven, escolas das redes de ensino municipais, estaduais ou federais. A ONG conta com financiamento privado e as selecionadas não terão que arcar com qualquer custo.

O propósito da Viven é trazer a Educação Cidadã e contribuir com a formação integral dos estudantes, sempre preservando o contexto e as particularidades de cada escola. Por meio da parceria, a Viven responde pela formação dos professores e oferece suporte para que eles multipliquem as mesmas vivências com seus estudantes.

“Trabalhar com o suporte da Viven é sensacional. Seu grande diferencial são as metodologias ativas que colocam a teoria em prática e tornam o ambiente de estudos leve e construtivo”, conta Kátia Flávia Porfirio de Farias Silva, gerente da área pedagógica da Secretaria de Educação do Município de Junqueiro, em Alagoas. “Nossas formações não são mais as mesmas desde que conhecemos a Viven: crescemos e amadurecemos profissionalmente e aprendemos com a Viven que – para dar o nosso melhor – precisamos vivê-lo em nós mesmos”, complementa.

Para Pollyanna de Lima Freire, gestora de Escolas Técnicas da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco, a Viven contribui de maneira significativa para o desenvolvimento das competências socioemocionais dos estudantes do Ensino Médio. “O projeto se destaca pelas formações promovidas aos professores e pelo acompanhamento individualizado dos docentes, engajando-os e preparando-os para trabalhar a temática em sala de aula”, explica. “A Viven fomenta uma formação ampla e desenvolve competências socioemocionais, em linha com a política pública de Educação Integral de Pernambuco, que busca formar os estudantes considerando todas as dimensões do ser humano”, acrescenta.

O trabalho da Viven tem origem na High Resolves, organização pioneira que, desde 2005, leva a Educação Cidadã a escolas de diversos países. O trabalho utiliza conceitos da Neurociência, Teoria dos Jogos e Economia Comportamental, com resultados comprovados na prática. No Brasil desde 2019, a ONG já implementou sua metodologia em 318 escolas de 111 cidades, contando com mais de 170 mil participações de estudantes nas vivências desenvolvidas.

Poderão se inscrever no edital da Viven, redes públicas de todas as regiões do Brasil que ofereçam Ensino Fundamental II (6°, 7°, 8° e 9°), Ensino Médio (Regular ou Técnico), EJA (Ensino Fundamental II e Médio), tanto de escolas de tempo parcial, como integral.

A Viven E Sua Contribuição Para A Lei 10.639

“Dentro da nossa atuação, um dos temas que trabalhamos é a equidade racial. Por meio de uma trilha formativa, contribuímos com as redes comprometidas em atuar de acordo na Lei 10.639, que estabelece a obrigatoriedade do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira nas escolas do Brasil”, conta Lina Wurzmann, fundadora e presidente da organização.

As inscrições das escolas interessadas podem ser feitas por meio do site https://www.viven.org.br. As selecionadas para a parceria com a Viven em 2024 serão informadas até 15 de dezembro de 2023. Para saber mais sobre o trabalho da Viven nas escolas do Brasil, além do site, acesse suas redes sociais @viven.org.br (Instagram/LinkedIn/Facebook) ou escreva para contato@viven.org.br.

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!