Saúde

Fungos, caspa e bactérias: Especialista alerta riscos de adicionar alecrim no shampoo

Usar alecrim no shampoo é uma dica caseira popular nas redes sociais, mas será que funciona de fato? Segundo o dermatologista Dr. Gustavo Martins, há algumas considerações importantes.

Segundo Gustavo, embora o óleo essencial de alecrim possa ter certos benefícios, o alecrim bruto por si só não libera esses óleos efetivamente sem equipamento especializado. Além disso, utilizar a planta de forma incorreta pode potencialmente prejudicar o couro cabeludo, “A queda de cabelo é um processo normal influenciado pela genética, e ter cabelos longos ou não é em grande parte determinado por fatores genéticos”, explica.

Ele destaca que a possível “eficácia” do alecrim no shampoo compartilhada nas redes sociais pode variar de pessoa para pessoa, mas é crucial entender que melhorias podem ser devidas a vários fatores, como redução do estresse, melhoria na dieta ou melhores práticas de cuidados com os cabelos, incluindo o uso consistente de qualquer shampoo e cremes de tratamento.

Ele frisa que químicos e formuladores trabalham diligentemente para desenvolver produtos com ingredientes comprovados, “Criar uma fórmula mágica para salvar o cabelo é desafiador, uma vez que os shampoos têm tempo de contato limitado com o couro cabeludo”, ressalta Martins.

O especialista sugere que a ciência ainda não forneceu evidências sólidas que apoiem o uso de alecrim no shampoo e é importante abordar esses remédios caseiros com cautela para evitar possíveis problemas, como o crescimento de fungos, que poderiam piorar a queda de cabelo ou levar a outros problemas de pele.

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Deixe um comentário

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo