Famosos relatam sequestro de contas após Miss Mundo relatar ter pago resgate para recuperar Instagram

Nos últimos anos as redes sociais se tornaram parte da rotina diária de praticamente toda a população do mundo que tem acesso a internet e este fato parece ter se tornado o mais novo alvo de criminosos que estão vendo em perfis de personalidades da mídia a chance de aplicarem golpes e extorquir dinheiro destas pessoas, um exemplo disso é o caso da Miss Mundo Thaisy Payo que recentemente teve que desembolsar mais de 5 mil reais para realizar o ‘resgate’ da sua conta oficial no Instagram que conta com milhares de seguidores.

Mas quem pensa que a Miss Mundo é a única personalidade da mídia que já sofreu com estes criminosos digitais que são conhecidos como hackers está muito enganado, outras personalidades da mídia já passaram por casos parecidos e alguns deles contam abaixo um pouco sobre como foi suas experiências com o mais novo tipo de golpe que os criminosos estão aplicando na web.

Reprodução / MF Press Global 

A musa de bateria e empresária Bianca Leão relatou como foi que sua conta foi invadida: “Recebi um e-mail que simulava ser oficial do Instagram me oferecendo o selo de verificação. Eu cliquei e fui hakeada imediatamente. Como a senha do meu Instagram era igual do meu e-mail, ele tinha total controle de tudo e mudou tudo que podia, então pelo meu e-mail já não tinha como recuperar, ele começou a me pedir dinheiro o tempo inteiro, me mandava mensagem para meu celular , celular da minha mãe e pro meu marido, ameaçando que iria denegrir minha imagem e começou a postar foto de mulher pelada sem o rosto pra acharam que era eu. Na hora do desespero tentei fazer o depósito e não consegui, porque ele era de fora do Brasil, a gente conversava em inglês a maioria das vezes. Um fã que morava na Irlanda me mandou mensagem e recuperou meu Instagram, disse que não queria nada em troca, apenas queria me ajudar. Hoje eu tenho o selo de verificação e estou segura.

Reprodução / MF Press Global 
O modelo Eduardo Rodrigues também passou pela mesma experiência: “No ano passado eu vinha tendo um grande crescimento no meu Instagram e isso chamou atenção de muita gente. Como eu deixo o meu e-mail no perfil pra que entrem em contato, eu recebi um e-mail dizendo ser do Instagram, falando que minha conta seria verificada, e que tinha que preencher um formulário e por a minha senha. Infelizmente acabei caindo nesse golpe e tive meu perfil sequestrado, e em uma questão de segundos eu já não tinha mais o controle da minha conta. Meu perfil foi hackeado e eu tive de entrar em contato com o Instagram para conseguir recuperar a conta. Graças a Deus consegui recuperar mas perdi em torno de 80 publicações no meu perfil. Recebi muitos outros emails, uns 20, tentando hacker a minha conta, mas agora já estou ciente que é um golpe”.

Reprodução / MF Press Global 

Luiza Sonza, esposa de Whindersson Nunes passou pelo mesmo problema de ser hackeada: “Acordei com todo mundo me ligando. Não estava entendendo, minhas amigas me ligando desesperadamente. Aí vi que alguém que tem a minha senha postou uma foto minha pelada no Instagram. Acho que alguém pegou minha senha e postou. Não sei porque a pessoa fez isso”.

Reprodução / MF Press Global 

Ano passado, O canal de Pabllo Vittar no YouTube foi invadido e sofreu modificações, como a exclusão do clipe “K.O”, que contava com milhões de visualizações.

Reprodução / MF Press Global 
A ex-BBB Fani Pacheco teve sua conta do Instagram hackeada em 2018. O responsável pelo ataque pediu cerca de R$ 3,7 mil em troca do perfil, que tinha mais de 650 mil seguidores. Após a tentativa de extorsão, Fani registrou um boletim de ocorrência na delegacia que investiga crimes na internet e conseguiu recuperar sua conta.

O delegado de polícia civil e escritor Thiago Garcia comentou o caso e afirmou que o ocorrido pode ser considerado crime e tem consequências fora do mundo virtual:

“a conduta do sequestro de contas de rede social pode caracterizar basicamente dois crimes. O primeiro é referente ao artigo 154a do Código Penal, crime de invasão de dispositivo informático, que foi criado após o caso da Carolina Dieckmann, que teve suas fotos vazadas na internet, e também crime de extorsão, tipificado no artigo 158 do Código Penal. Para ambos estão previstos penas”.

Agora que já sabe um pouco mais sobre como os criminosos estão tentando aplicar golpes ‘sequestrando’ perfis em redes socais e pedindo resgates pelos mesmos você ficará espero caso algo semelhante lhe ocorra!

0 Comentários

Deixe uma resposta

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

%d blogueiros gostam disto: