Saúde

Ex- obeso: Cirurgias plásticas reparadoras ajudam a melhorar a qualidade de vida

Esse tipo de procedimento ajuda a aumentar a autoestima após o complicado processo de perda de peso, destaca o cirurgião plástico, Dr. Renato Guerra

A obesidade é um grande problema atual, de acordo com a OMS, cerca de 1 bilhão de pessoas são consideradas obesas atualmente. Os tratamentos para obesidade são vários, como medicamentos, atividades físicas, dieta e até mesmo cirurgia.

No entanto, mesmo depois de emagrecer ainda é importante realizar alguns procedimentos para melhorar a qualidade de vida, como explica o cirurgião plástico Dr. Renato Guerra.

A perda de gordura é apenas o primeiro passo para reestabelecer a qualidade de vida de um paciente com obesidade. Após emagrecer, muitas pessoas ficam incomodadas com as sobras de pele e por isso, são necessários outros procedimentos com o foco, principalmente na redução da flacidez e remoção do excesso de pele e completar a transformação em suas vidas”, explica.

Cirurgias plásticas reparadoras após a bariátrica

De acordo com o Dr. Renato Guerra, após uma cirurgia bariátrica existem outros procedimentos que podem ser realizados para restaurar a aparência do paciente após a perda drástica de peso.

As cirurgias reparadoras ajudam a resgatar a estética do paciente após uma cirurgia bariátrica removendo o excesso de pele, flacidez e reajustando a gordura corporal. Isso pode ser feito, por exemplo, através de uma abdominoplastia, uma braquioplastia, mastopexia, cruroplastia, entre outros”.

Esses procedimentos também podem ser realizados para pessoas que não foram submetidas à bariátrica como tratamento para a obesidade, mas que tiveram grandes perdas de peso, resultando em excesso de pele no corpo”, afirma Dr. Renato Guerra.

Sobre Dr. Renato Guerra

Dr. Renato Guerra é cirurgião plástico, formado em medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, especialista em cirurgias restauradoras da face e contorno corporal, possui mais de 15 anos de experiência, Fellowship pela University of Alabama at Birmingham, membro titular da SBCP – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – e BAPS – Associação Brasileira de Cirurgiões Plásticos. (CRM-MG 46563 / RQE 29510).

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!