Esporte Espetacular 07/06/2020: O esporte contra o racismo é um destaque

Esporte Espetacular

Esporte Espetacular traz a estreia da série Fronteiras neste domingo

O Esporte Espetacular deste domingo, 07 de junho, traz mais uma edição do programa que a cada semana deixa nossas manhãs de domingo mais bem informadas sobre tudo que sendo notícia no cenário esportivo, no programa ainda acompanhamos reportagens especiais que trazem entrevistas com atletas e falam de assuntos diretamente relacionados ao mundo dos esportes.

Nesta semana, o Esporte Espetacular  mostra a luta do esporte contra o racismo que se tornou um dos assuntos principais em todo o mundo nos últimos dias.

A morte de George Floyd em 25 de maio desencadeou uma série de manifestações no mundo. Asfixiado por um policial branco em Minneapolis, nos Estados Unidos, este homem negro mobilizou o planeta com suas últimas palavras: “I can’t breathe” (“Eu não consigo respirar”).

A luta contra racismo mostra sua força mesmo durante a maior pandemia que o mundo viveu nos últimos 100 anos. A comunidade esportiva também se uniu neste embate, direto de Nova Iorque, o correspondente Guilherme Roseguini fala sobre a presença maciça de atletas nas manifestações reforça o papel exercido por eles no movimento contra o racismo.

No Brasil, o repórter Guilherme Pereira promove um encontro virtual entre Lázaro Ramos e Tchê Tchê, do São Paulo. O ator interpretou Martin Luther King no teatro, na peça “O Topo da Montanha”. Também atuante nesta luta, o volante são-paulino tem duas tatuagens do ativista político.

A estreia a série ‘Fronteiras’ mostra como é o futebol em cidades brasileiras que fazem divisa com Paraguai e Bolívia. Uma produção filmada entre fevereiro e março deste ano, antes de as fronteiras do país serem fechadas por conta da pandemia do coronavírus.
No primeiro dos três episódios, o repórter Richard Souza vai Guajará- Mirim, cidade no interior de Rondônia que faz divisa com Guayaramerin, na Bolívia. Por lá, o futebol sobrevive em meio a muito sacrifício.
São histórias como a de Tanaka, um jogador que também é feirante e entregador. Quando acaba o campeonato estadual, seus companheiros de time cruzam a fronteira para disputar torneios amadores na Bolívia e, assim, aumentar a renda.

“Tivemos a oportunidade de conhecer e mostrar a realidade do futebol nos limites do nosso país. Os jogadores trabalham em condições precárias e os clubes sofrem para se sustentar.
Quando você entra nesse cenário, se dá conta de que é ali que está o futebol na sua essência no Brasil. E quando isso se mistura com outros povos, as histórias ficam ainda mais interessantes, ricas e curiosas”, conta o repórter, que também passou por Plácido de Castro, no Acre, e Ponta Porã, no Mato Grosso, que fazem divisa com Puerto Evo Morales, na Bolívia, e Pedro Juan Cabellero, no Paraguai, respectivamente.
O Esporte Espetacular começa logo após mais uma edição do Auto Esporte, não perca!
Para assistir o Esporte Espetacular e a programação da Rede Globo, clique aqui!

Fernando Azevedo19277 Posts

    Sou formando em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário de Votuporanga, SP, (UNIFEV), e um aspirante a jornalista que escreve sobre TV desde meados de 2009 quando iniciei o Portal S4, além disso, ainda sou autor nas horas vagas tendo dois livros publicados e diversos e-books à venda na Amazon.

    0 Comentários

      Deixe uma resposta

      Login

      Bem vindo! Faça login na sua conta

      Lembre de mim Perdeu sua senha?

      Lost Password

      %d blogueiros gostam disto: