Televisão
Tendência

Luta contra o câncer.

A adoção de um estilo saudável pode reduzir as estatiscas do câncer, doença que acomete mais de 38 mil baianos a cada ano

O Brasil deve registrar 704 mil casos novos de câncer em 2024, de acordo com estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Na Bahia, a estimativa do Instituto prevê 38.840 novos casos da doença neste ano, sendo que 8.980 novos casos são previstos em Salvador. Apesar de todos os avanços da medicina, a prevenção primária através da adoção de hábitos que podem reduzir os fatores de risco responsáveis pelo surgimento da doença ainda é um desafio. A prova disso é que o tabagismo e a alimentação inadequada são as duas principais causas evitáveis do câncer.

“Conscientizar a população sobre a importância da adoção de hábitos saudáveis é o melhor caminho para reduzir a incidência do câncer e de muitas outras doenças, como as cardiovasculares, além de promover a qualidade de vida e o bem-estar”, ressalta a oncologista Clarissa Mathias, da Oncoclínicas na Bahia. “Ter um estilo de vida equilibrado, com alimentação balanceada, controle do peso, atividade física e sem cigarro faz a diferença”, acrescenta a médica.

A maior parte dos casos de câncer – em torno de 80% – é associada a fatores ambientais ou fatores externos, que envolvem meio ambiente (água, terra e ar), ambiente ocupacional e ambiente sociocultural e de consumo, que são o estilo de vida e os hábitos. Os outros fatores são considerados internos, como fatores hereditários, hormônios, mutações genéticas e imunidade. “Alguns fatores externos são evitáveis, como o cigarro, a alimentação industrializada, o consumo excessivo de álcool, a exposição ao sol sem proteção e o sedentarismo”, reforça Clarissa.

Além dos hábitos saudáveis, as consultas e os exames médicos de rotina são essenciais para a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer. “O diagnóstico precoce de um câncer pode aumentar em mais de 90% a possibilidade de cura”, afirma.

Tabagismo e câncer

A fumaça do cigarro reúne de quatro a nove mil substâncias tóxicas das quais pelo menos 70 são altamente carcinogênicas. Embora o cigarro seja o principal fator de risco para o câncer de pulmão, o tabagismo também pode ser responsável pelo aparecimento de cânceres na boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim e bexiga.

De acordo com o estudo GLOBOCAN 2022, da Agência Internacional de Pesquisas sobre o Câncer vinculada a Organização Mundial de Saúde, o câncer de pulmão é o tipo de tumor de maior incidência e mortalidade no mundo. A Bahia deve registrar 1.360 novos casos de câncer de pulmão em 2024, segundo estimativa do INCA.

“O melhor é nunca experimentar o primeiro cigarro, não fumar é a melhor forma de prevenção do câncer de pulmão. Além disso, a população precisa ter acesso ao diagnóstico precoce e aos tratamentos mais eficazes,” ressalta Clarissa Mathias.

A médica chama atenção para o crescimento do número de jovens brasileiros que usam o cigarro eletrônico. Um estudo do INCA aponta que o uso de cigarro eletrônico aumenta em mais de três vezes o risco de experimentação de cigarro convencional e mais de quatro vezes o risco de uso do cigarro.

“Esses dispositivos possuem muitos aromas e sabores que costumam atrair os mais jovens, mas não são inofensivos ao contrário do que muitos acham”, afirma Clarissa. “O vape é um caminho fácil para o cigarro tradicional, responsável por 90% dos casos de câncer de pulmão”, adverte. “Inúmeros estudos mostram que esses dispositivos usam solventes, aditivos, substâncias químicas cancerígenas, algumas inclusive desconhecidas, e extremamente tóxicas”, destaca a especialista da Oncoclínicas na Bahia.

Alimentação contra o câncer

Apesar da obesidade sempre ter sido associada às doenças do coração, a gordura corporal também está associada a pelo menos doze tipos de câncer, como o câncer de mama, o de maior incidência entre as mulheres, o de próstata, tumor mais incidente entre os homens, e o colorretal, o terceiro mais frequente entre a população brasileira.

“É fundamental conscientizar a população sobre a importância da alimentação saudável. Cerca de 30% dos casos de câncer podem ser prevenidos com alimentação adequada, atividade física e peso saudável”, explica Clarissa Mathias. Dentre os tipos de tumor que estão associados a alimentação inadequada, também estão os de esôfago, estômago, fígado, vesícula biliar, pâncreas, colo de útero, ovário, rim, tireoide e mieloma múltiplo.

A alimentação ideal deve ser rica em fibras e priorizar alimentos in natura ou integrais e minimamente processados, como verduras, legumes, frutas, cereais integrais, grãos e leguminosas. Alimentos com conservantes e industrializados, carnes vermelhas, frituras e carnes processadas devem ser limitados.

“O excesso de peso provoca um processo de inflamação crônica que, por sua vez, eleva a produção de hormônios que podem danificar as células saudáveis e desencadear o surgimento de tumores malignos”, finaliza a médica.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o consumo excessivo de carnes vermelhas, gorduras, embutidos, processados e refinados aumenta o risco de câncer do intestino.

Confira alguns hábitos que ajudam a reduzir o risco de desenvolvimento da doença:

  • Não fumar
  • Manter-se no peso adequado
  • Usar protetor solar
  • Evitar o consumo de alimentos processados
  • Limitar o consumo de carne vermelha
  • Fazer atividade física regularmente
  • Ter uma alimentação saudável e rica em alimentos “in natura”, como frutas, verduras, legumes e grãos.
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas
  • Praticar o sexo seguro

Sobre a Oncoclínicas&Co

A Oncoclínicas&Co. – maior grupo dedicado ao tratamento do câncer na América Latina – tem um modelo especializado e inovador focado em toda a jornada do tratamento oncológico, aliando eficiência operacional, atendimento humanizado e especialização, por meio de um corpo clínico composto por mais de 2.700 médicos especialistas com ênfase em oncologia. Com a missão de democratizar o tratamento oncológico no país, oferece um sistema completo de atuação composto por clínicas ambulatoriais integradas a cancer centers de alta complexidade.

Atualmente possui 143 unidades em 38 cidades brasileiras, permitindo acesso ao tratamento oncológico em todas as regiões que atua, com padrão de qualidade dos melhores centros de referência mundiais no tratamento do câncer.

Com tecnologia, medicina de precisão e genômica, a Oncoclínicas traz resultados efetivos e acesso ao tratamento oncológico, realizando aproximadamente 615 mil tratamentos nos últimos 12 meses. Possui a Boston Lighthouse Innovation, empresa especializada em bioinformática, sediada em Cambridge, Estados Unidos, e participação societária na MedSir, empresa espanhola dedicada ao desenvolvimento e gestão de ensaios clínicos para pesquisas independentes sobre o câncer.

Para mais informações, acesse http://www.grupooncoclinicas.com

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!