Desesperado após transar sem camisinha, filho do Cantor Leonardo vai atrás de remédio abortivo no Paraguai

Desesperado após transar sem camisinha, filho do Cantor Leonardo vai atrás de remédio abortivo no Paraguai

Matheus Vargas revela apuros depois que acabou transando sem se prevenir

A família do cantor Leonardo não para de colecionar polêmicas. Após revelar que perdeu a virgindade com a esposa de um traficante, o quinto filho do cantor Leonardo, Matheus Vargas, contou ao Podcast É babado, apresentado pela cantora e jurada do Canta Comigo Ana Dutra e a ex-fazendeira Aritana Maroni que passou por apuros ao transar sem camisinha.

 

 

Na entrevista, Matheus foi questionado se já tinha transado sem camisinha, “Claro! Quem nunca, falar nunca, é o maior mentiroso do planeta. Algumas poucas vezes, tomei uma vez um susto pra nunca mais. Uma vez viajei com uns amigos meus, acho que foi pra Ribeirão Preto, tava todo mundo dormindo junto na fazenda, meninada daquele jeito! E tava dormindo com a minha menina, resolvemos ficar o final de semana inteiro juntos e uma hora a camisinha acaba”, conta.

 

 

Preocupado que tinha feito sexo sem camisinha, sugeriu que a garota, que não teve sua identidade revelada tomasse um medicamento, “E eu falei, a gente dá um jeito, chegando em Ribeirão Preto toma um negócio e aí cada um foi pro seu caminho e fiquei com isso na cabeça, fui com ela no carro, será que essa menina vai tomar, vou confiar na palavra dela e acho que ela não vai querer dor de cabeça pra vida dela”, disse ele.

 

 

 

“Uma semana depois meu celular toca, eu sozinho no apartamento do meu amigo em Higienópolis  e vejo o DDD de Ribeirão Preto e já atendi tremendo. Ela falou que a gente precisava conversar e eu comecei a ficar branco, falou que tava atrasada (menstruação), que ela nunca tinha atrasado, que não tinha descido, que não era normal”, conta Vargas.

Desesperado pediu ajuda aos amigos que pensaram numa solução rápida e perigosa, “Começamos a ligar para uns amigos meus que mora em Campo Grande pra buscar um remédio que tinha lá no Paraguai, pra trazer e dar pra menina e eu já conversando com a menina sobre o chá de cravo. E eu entrando na cabeça dela e estudando os remédios porque esses remédios dizem que é horrível, que acaba com a mulher e pensando no meu pai acabando comigo, minha mãe acabando comigo. Graças a Deus ela tomou e acho que foi o chá e ‘desceu’ e desde então camisinha”, revela.

 

 

 

Vale lembrar que o chá de cravo tem propriedades que podem ajudar a menstruação a descer, mas esse efeito nunca é garantido, principalmente se ele for usado em períodos que não são supostos para menstruação descer. E os remédios abortivos vendidos no Paraguai, como no caso do Cytotec não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a comercialização deste medicamento é proibida no Brasil desde 2005.

 

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *