Conversa com Bial 03/09/2020: Áurea Martins, Haroldo Costa e Hermínio Bello de Carvalho são convidados

Conversa com Bial

Conversa com Bial traz bate papo com amigos de Elizeth Cardoso

O Conversa com Bial desta quinta-feira, 03 de setembro, traz mais uma edição do programa que é comandado por Pedro Bial que a cada dia da semana promove um bate papo com convidados que falam sobre suas vidas e carreiras ou ainda sobre assuntos que são colocados em pauta pelo apresentador e que se relacionam diretamente com suas vidas.

Em virtude do atual momento que estamos vivenciando, a atração vem sendo apresentada diretamente da casa do apresentador que tem tido bates papos com convidados de maneira remota.

Sendo que cada um deles conversa diretamente de suas casas, na edição que irá ao ar nesta quarta , Bial conversa com Áurea Martins, Haroldo Costa e Hermínio Bello de Carvalho que são amigos da eterna Elizeth Cardoso.

Há 100 anos ela chegou e há 30 ela se foi. Voz fundadora da Bossa Nova, Elizeth Cardoso é uma das maiores cantoras da história do Brasil.

Para celebrar seu centenário, o Conversa com Bial recebe na quinta-feira, três de seus grandes amigos: a cantora e parceira de Elizeth nas madrugadas cariocas Áurea Martins, o compositor Haroldo Costa, que deu a ela o título de “divina”, e o poeta, produtor e compositor Hermínio Bello de Carvalho, que a chamava de “enluarada”.

Áurea conta que ouviu a voz da amiga pela primeira vez aos 19 anos, no rádio, em “Canção de Amor” – que cantarola à capela a pedido de Pedro Bial. As duas se conheceram em um salão de beleza e logo se tornaram amigas.

Vinte anos mais nova que Elizeth, Áurea comenta o lado maternal da amiga. “Ela me achava muito magrinha e uma vez me levou a casa dela para tomar Sustagem!”. A cantora opina que, como toda a grande estrela verdadeira, “a divina” não tinha noção de sua grandeza. E recorda quando Elizeth a perguntou, com traços de insegurança, se Djavan faria uma canção para ela.

“Eu disse ‘Ele tem obrigação!'”

“Meu Bem Querer”, do compositor alagoano, é outra das joias de seu repertório resgatada em imagens do programa.

Hermínio Bello de Carvalho produziu pelo menos 10 discos de Elizeth e, durante a conversa, declara sua predileção por “Sobe o Morro” (1965). Ele também relembra como revelou um segredo bem guardado: um samba-canção romântico chamado “Se as estrelas falassem”, a única composição de Elizeth.

“Ela fez tanto a letra quanto a melodia!”

Em 1981, ao fazer uma edição do programa “Água Viva” na antiga TVE, atual TV Brasil, ele contou o segredo, pegando Elizeth desprevenida. O programa traz essas imagens, que incluem uma performance emocionada da canção testemunhada por Martinho da Vila, Dona Ivone Lara e o violonista Manoel da Conceição.

O Conversa com Bial começa logo após mais uma edição do Jornal da Globo, não perca!

Para assistir o Conversa com Bial e a programação da Rede Globo, clique aqui!

Fernando Azevedo22288 Posts

    Sou formando em Ciências Contábeis pelo Centro Universitário de Votuporanga, SP, (UNIFEV), e um aspirante a jornalista que escreve sobre TV desde meados de 2009 quando iniciei o Portal S4, além disso, ainda sou autor nas horas vagas tendo dois livros publicados e diversos e-books à venda na Amazon.

    0 Comentários

      Deixe uma resposta

      Login

      Bem vindo! Faça login na sua conta

      Lembre de mim Perdeu sua senha?

      Lost Password

      %d blogueiros gostam disto: