FamososAndré SilvaCulturaTeatro

‘Tarsila, a Brasileira’: ‘É a realização de um sonho’, diz Cláudia Raia em seu retorno aos palcos

Espetáculo fica em cartaz no teatro Santander, em São Paulo, até 26 de maio de 2024

Na última quinta-feira, dia 25, Claudia Raia voltou aos holofotes teatrais com a estreia de seu mais recente espetáculo, o musical “Tarsila, a Brasileira”. A peça conta a história de Tarsila do Amaral, uma das maiores pintoras da história do Brasil, e tem Raia como a grande protagonista. Em uma entrevista concedia a este jornalista, Claudia compartilhou sobre seu retorno aos palcos após o nascimento de seu filho mais novo, Luca.

O processo de preparação para dar vida a Tarsila foi um mergulho profundo, como a atriz contou. Baseando-se em extensa pesquisa, incluindo acesso a familiares, fotos e cartas trocadas entre Tarsila e Chico Xavier, Claudia Raia destacou a importância do figurino e visagismo na transformação. A preparação de corpo, conduzida por Alonso Barros, coreógrafo e diretor de movimento, foi essencial para capturar a essência da pintora.

A preparação de corpo que fiz com o Alonso Barros, nosso coreógrafo e diretor de movimento, me ajudou a entrar nesse registro do corpo dela: um corpo mais baixo, com os ombros mais baixos, o olho mais baixo. Foram muitos detalhes e contei com muitos profissionais para chegar na Tarsila que o público vai ver no palco, revela Cláudia.

A atriz não poupou elogios ao trabalho árduo da equipe envolvida no projeto, que se estendeu por três anos. Entre ensaios intensivos e dedicação ininterrupta, Raia compartilhou sua felicidade ao ver o espetáculo finalmente ganhar vida nos palcos. Mesmo nos raros momentos fora dos ensaios, Claudia aproveita o tempo com Luca, seu filho, que ocasionalmente visita os ensaios, proporcionando momentos preciosos durante as tardes.

Está sendo um retorno muito feliz! Ver Tarsila, A Brasileira ser montado é a realização de um sonho. Estamos trabalhando há três anos neste espetáculo (…) O tempo que tenho fora dos ensaios aproveito com o Luca. Ele também visita a gente nos ensaios, porque é o único jeito de a gente vê-lo durante a tarde, revela a atriz.

Questionada sobre o aspecto da vida de Tarsila que mais a tocou, a atriz destacou a relação entre a pintora e Chico Xavier. Para Raia, o médium desempenhou um papel crucial na recuperação emocional de Tarsila após as perdas irreparáveis de sua filha e neta.

Não tenho como negar que a relação dela com Chico Xavier foi algo que me tocou muito profundamente. Ele foi uma pessoa muito importante para ajuda-la a se reerguer depois da morte da filha e da neta dela. Foram perdas muito grandes e irreparáveis na vida dela, conta.

A relevância de Tarsila na cultura brasileira contemporânea foi destacada por Claudia Raia. A exposição no MOMA, em Nova York, e o contínuo fascínio pela obra “Abaporu” evidenciam o impacto duradouro do modernismo de Tarsila. Raia ressaltou como a artista lançou as bases para uma expressão cultural brasileira única, valorizando as manifestações culturais e incentivando uma reflexão crítica sobre a sociedade.

Tarsila do Amaral se mantém muito relevante. Prova disso é a exposição no MOMA, em Nova York, com as obras dela, o fascínio que o Abaporu exerce até hoje (…) Até hoje vemos a importância dessa ideia da valorização do nosso, de pensar criticamente a nossa sociedade e de colocar essas reflexões nas telas, nos livros, nas esculturas, nas obras, falou a atriz.

Ao discutir a contribuição de Tarsila para a emancipação da mulher brasileira, Claudia enfatizou a postura à frente de seu tempo. Tarsila desafiou convenções ao viver um trisal com Oswald de Andrade e a escritora Patrícia Galvão (conhecida como Pagu), além de se casar com Luís Martins, 22 anos mais jovem. Raia destacou a importância de seguir o exemplo de Tarsila e não se conformar com os papéis pré-determinados. “Tarsila era realmente uma mulher muito fiel a si mesma e isso é sempre um exemplo para nós, para não nos conformarmos com os papéis que querem reservar a nós”.

Quanto à representação da obra de Tarsila em um musical, Claudia acredita que a pintora aprovaria o espetáculo, dado o carinho e a colaboração da família de Tarsila. A atriz expressou sua empolgação ao revelar “esse lado B da vida dela”, apresentando ao público histórias menos conhecidas. “Eu acredito que ela ia gostar da peça (…) São muitas histórias que o público não conhece”.

Claudia Raia observou como a obra de Tarsila reflete a interseção entre arte e política. Viver em uma época de transformações sociais e políticas nas décadas de 20 e 30, Tarsila incorporou essas mudanças em sua arte, como evidenciado no quadro “Operários”, que abordava as fábricas e os trabalhadores urbanos.

Acho natural esse movimento. O artista se alimenta muito do que observa, do que ver ao redor. Com ela, que era uma pessoa tão sensível e observadora, não foi diferente, enfatizou a atriz.

Quanto aos planos de trazer o musical para o Rio de Janeiro, Claudia Raia afirmou que, por enquanto, a temporada está focada na cidade de São Paulo, no Teatro Santander, até 26 de maio. No entanto, não descartou a possibilidade de trazer “Tarsila, a Brasileira” para o Rio, se houver oportunidade.

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

André Silva

Vencedor do Prêmio Themis de Jornalismo, sou formado em Comunicação pela Universidade Veiga de Almeida, jornalista apaixonado pela comunicação e fundador da Mala Cultural. Também atuo como assessor de imprensa, com ampla experiência em canais digitais. Com curso em Relações Internacionais pela FGV, possuo habilidades com espanhol, inglês e francês.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!