Curiosidades

As redes sociais do meu tempo

Era de ouro

A tecnologia avançou muito e sabemos a importância da sua existência .

A cada dia ela está cada vez mais evoluída e necessária para o dia a dia ,mas você sabia que ela nem sempre existiu ?

As redes sociais dos anos 80 e 90

Você deve estar se perguntando como havia redes sociais nos anos 80 e 90 ,não é mesmo?

Bobinho , quem disse que nós não tínhamos redes sociais ?

As cartas 

Na década de 80 e 90 tinha as cartas decorativas e colecionáveis que enfeitavam o dia de quem as recebia com carinho e uma letra redondinha. 

Também possuíamos as cartas postais , nelas eram colocadas informações importantes que saíam direto do correio para a pessoa desejada .

Havia até selo colorido para deixar as cartas mais bonitas.

Telefones 

Os telefones eram uma forte rede social , eles foram inventados para alegrar os nossos dias com o som de quem  amávamos , nossos familiares , amigos, e até mesmo, aquele broto interessante .

Os telefones residenciais eram caros , portanto , nem todas as pessoas podiam tê-los . Às vezes , pagavámos o valor da chamada para a vizinha ,assim era possível fazer uma ligação a quem queríamos.

Os orelhões

Os telefones públicos, chamados de orelhões eram ótimos confidentes , neles podíamos passar todas as dicas da hora .

Ah, se ele falasse !

Quando as fichas acabavam

Os orelhões eram utilizados com fichas telefônicas , colocávamos as fichas e ali passávamos a tarde fofocando .

E se a ficha acabasse ?

Ah,sempre tínhamos outras no bolso guardadas, elas não podiam faltar jamais , pois o assunto não podia parar .

As balas ousadas

Na venda da esquina eram vendidas balas com frases do  tipo : Quer namorar comigo? Você está linda ! Sonhei com você ! Você me dá um beijo ? 

Essas frases faziam a pessoa a quem recebia a bala ficar enrubescida e com dúvidas se era uma indireta .

Muitos namoros começaram assim.

Caderninho da curiosidade

Na escola era feito um questionário em um caderninho com perguntas : Qual seu nome ? Onde você mora ? Qual a sua idade ? O que você mais gosta ? Você gosta de alguém ? Qual o seu pior defeito ?

Esse caderninho fazia com que as pessoas se conhecessem melhor , ele era passado a todos para que pudessem responder .

A calçada 

A calçada de uma casa era escolhida pela galera para ficarem batendo papo a noite toda , ali eram divididos os assuntos entre risadas e histórias,o olhar entre as pessoas era constante .Na maioria das vezes , nos finais de semana, ficávamos até raiar o dia .

A televisão

A televisão nos dava uma grande visão do mundo e do  que estava ocorrendo com ele. A tarde de domingo era em volta da televisão com toda a família reunida , as programações refletiam alegria .

E a sessão da tarde quando passava aquele filme esperado era uma felicidade só .

A fita rebobinada 

Às sextas -feiras eram demais, passávamos na locadora da tia Terezinha , pegávamos cinco fitas em promoção para devolver somente na segunda-feira . Escolhíamos pela capa da fita os filmes , assistíamos a todos com atenção na sala da casa de alguém comendo pipoca com guaraná .

Na segunda-feira precisava devolver as fitas , mas antes , tínhamos que rebobiná-las , senão pagávamos multa .

Biblioteca da escola

Os trabalhos que os professores pediam, precisavam ser pesquisados nos livros da biblioteca da escola , nos reuníamos em grupo e íamos para lá , mas sempre assinávamos um livro grande para entrar.

Ah , mas em silêncio, por favor , dizia a bibliotecária .

Selfie

A selfie do nosso tempo era aquela máquina fotográfica dos nossos pais que necessitava dizer X , um flash , e lá estava para ser revelado o filme.

O filme que era colocado na máquina era retirado e enviado a um profissional para ser revelado , se a foto não ficasse bonita , nada podia ser feito, a gente guardava de recordação assim mesmo.

Os namoros no portão

O namoro era no portão de casa , o casal ficava aos olhos dos pais , ali rolavam olhares apaixonados . As mãos suavam , e no rosto o rubor da imaginação . Após ser apresentado à família , o rapaz frequentava a casa da moça . 

Foram em muitos portões que inúmeros casamentos aconteceram , e até hoje , estejam sobrevivendo ao tempo .

Os bailinhos de garagem

Eram nas garagens da casa de um vizinho que ocorriam as reuniões dançantes . Era colocado um toca-discos com vários discos de vinil ou fitas cassetes com músicas atuais , amigos e vizinhos se reuniam para comer,beber e dançar a tarde toda de domingo . Há quem aproveitasse para dançar com o rosto coladinho com aquele par preferido quando uma música romântica tocava .

Madonna e Cyndi Lauper não podiam faltar , tampouco aquele  disco branco.

A formatura no final do ano

A turma se reunia para receber o seu diploma , a indecisão de rever os colegas no ano que viria era inevitável ,mas sabíamos que um dia nos encontraríamos nas esquinas da vida .

Lembranças de uma era de ouro

Nada é eterno , disso nós temos certeza , a vida passa num piscar de olhos , e nada podemos fazer sobre isso .

Mas saiba que de tudo isso algo bom ficou , as doces lembranças de um tempo que não voltará jamais .

Por Patrícia Rosa

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

Patricia Rosa

Sou Graduada em letras, pós-graduada em Psicologia Educacional , Supervisão escolar e bacharelanda em Jornalismo, trabalho há 7 anos lecionando na Rede Estadual de Ensino do Rio Grande Do Sul.Possuo um grupo no facebook chamado Espelho meu com artigos e pensamentos escritos por mim . Atualmente, contribuo para o Portal R4 como redatora e para a Agência Cecco.Adoro a escrita e tudo que nela há de bom.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!