Após escapar do rebaixamento, Marcão vive clima de indefinição no Flu


A torcida do Fluminense compareceu em peso na última partida do time no Maracanã no ano de 2019. Quase 40 mil torcedores esperavam a vitória tricolor sobre o Fortaleza para deixar o time praticamente garantido na Sul-Americana. Mas a equipe de Marcão começou o jogo demonstrando uma certa apatia e só acordou no fim do confronto, tarde  demais para fazer o gol. No fim, o empate em 0 a 0 deixou o Fluminense na 14ª posição do Campeonato Brasileiro, com 43 pontos, ultrapassando o Botafogo (15º).

Com isso, o Tricolor segue firme na luta por uma vaga na Sul-Americana, dependendo apenas de si para disputar a competição internacional. O próximo compromisso é contra o Corinthians, domingo (8), às 16h, na Arena Corinthians. Para quem lutava contra o rebaixamento até a rodada anterior, cogitar uma vaga na Sul-Americana é pra ser comemorado? Quem responde é o técnico Marcão.

“O Fluminense é muito grande. Se eu sentar aqui e falar que estou satisfeito por tudo o que a gente passou, eu vou estar mentindo. Fluminense é para estar brigando por vaga na Libertadores, é um clube que o torcedor coloca 40 mil em um jogo às 21h30. É lógico que tem uma sensação de alívio por não estar disputando nas últimas rodadas contra o descenso. Os jogadores e o clube passaram por um ano muito difícil, de troca de gestão, muitas coisas acontecendo internamente. Tudo o que eles fizeram a gente aproveita para enaltecer e engrandecer a todos que participaram deste momento muito difícil.”

Ouça na Rádio Nacional

Marcão assumiu o Fluminense depois de campanhas ruins do time com Fernando Diniz e Oswaldo de Oliveira no comando. Apesar de ajudar a salvar o tricolor da degola, o técnico ainda não sabe qual será o seu futuro.

“Hoje eu sou o técnico do Fluminense, mas a gente está em uma competição muito importante. É lógico que a gente estava lutando contra outras grandes equipes para sair do rebaixamento, mas ainda tem um objetivo a conquistar. Depois que acabar tudo isso, a gente senta com o presidente e vê a melhor a situação para todos. Pra mim, para o clube e para a instituição. Desde o momento que a gente sentou aqui foi para se colocar à disposição, de sempre ajudar o Fluminense, essa foi a minha posição desde o momento que entrei no clube.”

O Fluminense terá dois desfalques certos para a partida contra o Corinthians. Yony González recebeu o terceiro cartão amarelo e Dodi foi expulso contra o Fortaleza. Paulo Henrique Ganso deve seguir fora do time devido a uma lesão na coxa esquerda.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

0 Comentários

    Deixe uma resposta

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password

    %d blogueiros gostam disto: