André SilvaFamososMúsicaNotícias

Alexandre Pires nega envolvimento com garimpo ilegal, mas PF aponta ‘cegueira deliberada’

Defesa do cantor afirma que ele não sabia da origem criminosa dos pagamentos

Após a divulgação do relatório da Operação Disco de Ouro, conduzida pela Polícia Federal, surgiram revelações sobre o cantor Alexandre Pires, envolvendo transferências financeiras que levantam suspeitas de possíveis atividades ilícitas, informações são do colunista Aguirre Talento, do site Uol.

Segundo a Polícia Federal, Alexandre Pires teria recebido cerca de R$ 1,3 milhão em suas contas bancárias provenientes de uma mineradora sob suspeita de práticas ilegais. O relatório menciona o termo “cegueira deliberada”, indicando que o cantor poderia ter agido ignorando intencionalmente a possível origem criminosa desses fundos, assumindo, assim, o risco da ilegalidade dos valores transferidos.

A investigação resultou em buscas e apreensões na residência do artista no início desta semana, relacionadas a suspeitas de lavagem de dinheiro. Em resposta, a defesa de Alexandre Pires enfatizou veementemente a inocência do cantor, assegurando que não houve prática de qualquer atividade ilícita, comprometendo-se a esclarecer os fatos durante o decorrer das investigações.

A Polícia Federal apontou que o artista teria supostamente financiado atividades ilícitas da empresa Betser, recebendo valores diretamente em sua conta pessoal, além de quantias significativas na conta de uma empresa na qual possui ligação societária.

Outra transação que levantou suspeitas envolveu o repasse de R$ 160 mil da empresa do cantor para os cofres da mineradora Betser, considerada atípica pela PF, dada a diferença de ramos empresariais entre as duas entidades.

No desenrolar da operação, a PF deteve o empresário Christian Costa dos Santos, proprietário da mencionada empresa de mineração suspeita de atividades ilegais na Terra Indígena Yanomami, em Roraima. Além disso, foi preso Matheus Possebon, apontado como sócio oculto da mineradora e representante de cantores, incluindo Alexandre Pires. Ambos foram posteriormente liberados após decisão da desembargadora Maria do Carmo, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região).

As defesas de Christian Costa dos Santos e Matheus Possebon negam qualquer envolvimento com irregularidades, reforçando a inocência de seus clientes.

***O texto acima é de inteira responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal S4.

André Silva

Vencedor do Prêmio Themis de Jornalismo, sou formado em Comunicação pela Universidade Veiga de Almeida, jornalista apaixonado pela comunicação e fundador da Mala Cultural. Também atuo como assessor de imprensa, com ampla experiência em canais digitais. Com curso em Relações Internacionais pela FGV, possuo habilidades com espanhol, inglês e francês.

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

O Portal S4 exibe anúncios para manter nosso conteúdo gratuito, ajude-nos, desligando seu bloqueador de anúncios!